página anterior
página seguinte
Polynesia flowers Próxima Viagem - Tahiti

O paraíso existe

Imagine-se num pequeno-almoço a dois numa mesa cuidadosamente preparada para o efeito, decorada com flores exóticas e colocada na orla de uma praia deserta...
Se isto não é o paraíso, então não se imagina o que será.

Bora Bora é uma das 118 ilhas da Polinésia Francesa, ou Taiti. Dos cinco arquipélagos de ilhas, atóis e motus (em taitiano) que compõem este paraíso azul e verde, a pérola do Taiti, como é conhecida, é a ilha turisticamente mais luxuosa e deslumbrante. Faz parte do arquipélago La Societé que, com 14 ilhas, é o mais povoado e desenvolvido. Papeete, a capital, fica no Taiti, a maior ilha deste grupo que fica a uma hora de distância de avião de Bora Bora.

A Polinésia Francesa é uma vasto território disperso e perdido no Pacífico sul, polvilhado de ilhas de corais e montanhas que nascem de um mar tão turquesa como é possível imaginar. Fruto da atividade vulcânica da região, estas ilhas e atóis são pequenas povoações com praias paradisíacas e hotéis deslumbrantes, muitas vezes estruturados em bungalows que “flutuam” sobre o mar. A paisagem pinta-se de azul e verde entre lagoas marinhas e picos vulcânicos cobertos por uma densa e exótica vegetação. As praias, muitas vezes privadas e desertas, oferecem um areal limpo e branco beijado por um oceano transparente e sereno.

Dos cinco arquipélagos, os mais visitados são La Societé, com as ilhas de Taiti, Bora Bora, Moorea, Huahine, Raiatea, Tahaa e Maupiti, os ilhéus de Tuamotu, paraíso dos mergulhadores, e as Marquesas com imponentes cascatas e escarpas interiores. No arquipélago das Australes é fácil ver baleias e tubarões e as ilhas Gambier são as mais longínquas e desertas.

A montanhosa ilha de Bora Bora, rodeada de ilhéus e motus que emergem dos corais, é o derradeiro destino de sonho repleto de cenários utópicos onde poderá desfrutar de inúmeras atividades e experiências que nunca esquecerá. Um local mágico onde a harmonia da paisagem é indissociável do romantismo, da paz e do amor.

Vista de hotel em Bora Bora Bungalows sobre água em Bora Bora Guerreiros maoris realizando um Haka

Polinésia de cultos e tradições

A história do povo destas ilhas paradisíacas remonta a 1300 a.C. aquando de uma intensa imigração de população do sudeste da Ásia e da Nova Zelândia. Sim porque, muitos séculos antes da chegada dos europeus a estas ilhas, já os povos desta região eram verdadeiros navegadores que palmilhavam o Pacífico numa espécie de canoas, chamadas tipairua, guiados pelo vento e pelas estrelas.

Os taitianos de hoje são descendentes do povo maori da Nova Zelândia, tribo guerreira eternizada através de lendas de aventuras de deuses, reis do mar e do surf, levantamento de rochas e corridas de canoas.

Festival Heiva Bora Bora

Graças às viagens de descoberta, o “Triângulo da Polinésia”, constituído pelo Havai a norte, a Ilha da Páscoa a sudeste e a Nova Zelândia partilha história, cultura e tradições ancestrais. A partir do séc. XVI, com a chegada dos europeus, o território foi cobiçado mutuamente por ingleses e franceses, tendo ficado sob o total domínio francês só no séc. XIX. Em 1984, o território conquista a autonomia e em 1998 a independência. Ainda hoje a cultura maori taitiana está presente nos habitantes das ilhas e nas suas festividades.

Herdeiros da cultura maori, em Bora Bora pode visitar as ruínas de alguns marae, santuários ao ar livre que eram o centro do poder da antiga Polinésia. Estas estruturas sagradas de rocha eram o palco das mais importantes celebrações e rituais da tribo, com orações aos deuses ou hinos à guerra. A dança e a música sempre estiveram intimamente ligadas a estas celebrações desde os tempos antigos. Dançava-se em momentos de felicidade, momentos de receção a um visitante, momentos de oração ou mesmo momentos de desafio ao inimigo. A famosa dança feita pela atual equipa nacional de râguebi da Nova Zelândia tem origem nestas tradições, por exemplo.

Flores, danças e canoas fazem ainda parte do dia-a-dia dos taitianos. As corridas de canoas coloridas são eventos a não perder e as flores tropicais são usadas nas mais diversas ocasiões. Aplicados frequentemente no cabelo das mulheres, os hibiscos são símbolo de comprometimento quando usados na orelha esquerda. Na ilha de Taiti, o colar de flores é usado na receção aos visitantes... O festival anual de Heiva, realizado no mês de julho na capital Papeete, é o culminar de toda a tradição e cultura com atividades tradicionais, corridas, competições, danças e gastronomia.

Os marae são locais espirituais
Monte Otemanu

Ao sabor do paraíso

A ilha principal de Bora Bora é caracterizada pelo monte Otemanu (vestígios de um antigo vulcão) com mais de 700 metros de altitude. Uma colina repleta de vegetação tropical que desce até às praias de areia perfeitamente branca e fina, mergulhando num mar sereno e transparente. Em redor da ilha, perfila-se um anel de ilhéus que desenham uma segura lagoa interna, oferecendo paisagens ímpares. Pelo caminho, pequenos motus (ilhotas) desertos e/ou privados. Uma arquitetura natural divina que permite a prática de um sem número de atividades inesquecíveis. Comece por fazer um pequeno-almoço ou brunch ao ar livre.

Uma arquitetura natural divina que permite a prática de um sem número de atividades inesquecíveis

Passe um dia num motu completamente deserto onde um chef de cozinha exclusivo fará as honras de um serviço completo de cozinha, decoração e atendimento ao sabor do mar e de uma lagosta fresca acompanhada de champanhe. Uma refeição exclusiva e discreta, emoldurada por picos vulcânicos e praias de um azul nunca antes visto. Para além de passar um dia num motu, não pode deixar de experimentar as atividades de mergulho com ou sem botija. Aliás, basta ter um óculos para poder vislumbrar os peixes e corais coloridos que habitam estas lagoas. Uma outra forma de apreciar a beleza das águas será alugando um barco com um fundo transparente...

Consegue imaginar os corais debaixo de si? Divirta-se ainda passeando de jet ski, iate ou catamaran que lhe poderão oferecer paisagens deslumbrantes ou um pôr-do-sol inesquecível ao som de música tradicional. Mas, se quiser realmente compreender a forma de estar deste povo, o melhor será mesmo ter a sua própria canoa “estacionada” à porta da suite-bungallow de um hotel construído sobre o mar. Não há melhor forma de aproveitar a essência de Bora Bora. Canoas e camas de rede: dois conceitos que nunca mais vão ser os mesmos depois desta viagem.

Mergulho e pequeno-almoço no bungalow em Bora Bora

Os melhores spas do mundo

A ilha do Taiti é conhecida pela sua beleza natural e por ser um dos melhores destinos de relaxamento do mundo, onde os ingredientes naturais transformam qualquer piscina num spa de luxo. As águas transparentes e calmas, o aroma natural a flores e a baunilha, o silêncio da vida nas ilhas e os quadros cénicos que rodeiam cada local são o ponto de partida para este spa que é a Polinésia Francesa. Locais de puro relaxamento existem em todos os hotéis ou cruzeiros, normalmente inseridos na paisagem e construídos ao ar livre em comunhão com a Natureza.

As tatuagens maoris são repletas de significados ancestrais

Alguns dos melhores spas ficam nos resorts da ilha de Bora Bora. Os tratamentos e rituais mais conhecidos envolvem fragrâncias naturais de flores e frutas, óleos essenciais, longos banhos de jacuzzi e um know-how de séculos por parte das taitianas que partilham consigo os mais bem guardados segredos de beleza. Experimente um banho de imersão de flores, um envolvimento em folhas de bananeira, uma esfoliação corporal com areia, arroz, coco e sal marinho, um banho de imersão de baunilha ou uma massagem de pedras quentes. Os banhos de rio e de mar, bem como a aromaterapia e a talassoterapia são algumas das técnicas mais conhecidas.

Gravado no corpo

A palavra tatuagem (tattoo) e a sua história remonta aos maoris da Polinésia Francesa. A antiga lenda de Tohu, o deus da tatuagem, descreve a pintura de todos os peixes do oceano em cores e padrões deslumbrantes. Os líderes das tribos maoris surgiam completamente tatuados no rosto como símbolo do seu poder e influência. A tatuagem sempre foi considerada por este povo como um ritual de homenagem e um símbolo de beleza e amor.

O que fazer?

Explorar as lagoas

Há visitantes que passam dias inteiros na água. Seja em mergulhos, seja em banhos, seja a ver os corais através de um barco de fundo transparente... Alugue uma mota de água e explore todos os ilhéus e motus que rodeiam a ilha.

Tomar o pequeno-almoço na praia

A maioria dos hotéis serve pequenos-almoços à beira-mar, repletos de fruta fresca, pão, bolos e deliciosos sumos naturais. Pode também agendar um pequeno-almoço numa canoa: uma experiência inesquecível.

Passeios todo-o-terreno

Apesar da ilha não ser muito grande, há muito para explorar no seu interior. De paisagens únicas vistas da subida ao monte Otemanu com mais de 700 metros de altitude, a vestígios deixados pelo exército norte-americano nos tempos da Segunda Guerra Mundial.

Dar de comer a tubarões e raias

A ideia até pode parecer estranha mas esta é uma das atividades mais procuradas do arquipélago. Reservada aos mais audazes, a experiência é inesquecível.

Matira Beach

Não deixe de explorar uma das praias mais famosas do mundo.

Templos marae

Os vestígios físicos dos maori resistem ao longo de toda a costa nas ruínas dos templos marae, centros de toda a atividade desse povo.

Guia do Viajante

ver mapa maior

Bora Bora

onde dormir

Sofitel Bora Bora Marara Beach Resort

Bora Bora Pearl Beach Resort & Spa

Meridien Bora Bora
Motu

Hilton Bora Bora Nui Resort Hotel

Intercontinental Le Moana Resort Bora Bora

St. Regis Resort Bora Bora

Four Seasons Resort Bora Bora

onde comer

Restaurant La Suite

La Villa Mahana

La Bounty

Restaurant St. James

Kaina Hut

Restaurant Fare Manuia

Aloe Café

Mai Kai Bora Bora

Roulotte Matira

Iriatai

Joias do Pacífico

As pérolas negras taitianas são o tesouro local mais cobiçado. Nascidas nas lagoas azuis-turquesa de água quente, cujos tons variam entre os cinzentos, prateados, rosas, verdes e azuis-profundos, não existem duas pérolas negras iguais. Símbolos de elegância, beleza e exclusividade, são o produto-estrela do artesanato local. É fácil encontrá-las à venda nas várias ilhas da Polinésia e os seus preços, tamanhos e graus de pureza são variáveis. Para escolher a joia perfeita, pode mesmo consultar um marchand especialista na avaliação de pérolas.

informações

Moeda
Franco do pacífico francês.

Idioma
Francês e taitiano. O inglês é amplamente falado nos circuitos turísticos.

Documentos
Se tem um passaporte de leitura ótima com validade superior a seis meses não precisa de visto.

Fuso horário
UTC/GMT -10/-11 horas

clima

Tropical e agradável durante todo o ano com temperaturas que rondam sempre os 25º C. A época menos chuvosa é entre junho e outubro. A humidade constante obriga ao uso de roupa fresca e arejada, preferencialmente de algodão. Nos hotéis, à noite, o ambiente pode ser ligeiramente mais formal.

 

Texto: Ana Catarina Alberto | Fotos: Arquivo Impala, Wiki Commons, Flickr e Tahiti Tourisme
edição 6 a próxima viagem