página anterior
página seguinte
Berna, no meio da história

Muito poucas cidades atuais conseguiram manter as características históricas tão bem preservadas como Berna, a capital da Suíça. A cidade ostenta os mais longos passeios de compras cobertos da Europa.

A atmosfera medieval de Berna, com as suas fontes e fachadas de arenito, ruas estreitas e torres históricas, possui uma característica única. O Jardim das Rosas, situado acima do Fosso dos Ursos, e a plataforma da torre da catedral, que mede 101 metros de altura, oferecem a melhor vista para o centro histórico, em volta do qual flui o rio Aar.

Das antigas fortificações desce-se abruptamente para o rio. As lojas, os bares, os cabarés do centro histórico da cidade – alguns dos quais situados em caves abobadadas – e os pequenos cafés de rua atraem tanto os moradores locais como os turistas. Apesar de Berna apresentar uma excelente rede de transportes públicos, o melhor mesmo é explorar o centro da cidade a pé.

O Zentrum Paul Klee, situado na periferia da cidade, abriga a mais completa coleção de obras deste artista. Contendo cerca de quatro mil obras (40 por cento de toda a sua obra), este museu alberga a maior coleção do género. O pouco convencional edifício tem o formato de uma onda e foi projetado pelo arquiteto italiano Renzo Piano. Além das exposições, o Zentrum Paul Klee também oferece espaço para espetáculos de música, dança, teatro e literatura. O projeto do edifício deste museu ganhou diversos prémios internacionais e consiste numa colina verde encimada com três aros de metal a simular uma onda.

Berna e o rio Aar

Berna e o rio Aar Berna e o rio Aar Berna e o rio Aar Berna e o rio Aar
Torre do relógio, Berna estátua nas ruas de Berna

A Casa Albert Einstein testemunha o período em que o génio da física permaneceu em Berna, no início do século XX.

Com o Museu Histórico, o Museu de Arte, o Museu Alpino da Suíça e o Museu de Comunicação, Berna oferece um leque extremamente variado de exposições.

Zentrum Paul Klee

Sede do Governo suíço

As Casas do Parlamento (Bundeshaus) erguem-se acima da cidade, a apenas poucos passos da estação de caminhos-de-ferro. As portas das Casas do Parlamento abrem-se aos visitantes na maior parte do tempo e, se tiver sorte, pode, até, encontrar um qualquer deputado pelas ruas da cidade. No verão, o rio Aar fornece oportunidades de experimentar o que há de melhor para o banho; nadadores experientes permitem-se ficar à deriva, deixando-se levar ao longo de um limpíssimo Aar, enquanto desfrutam da vista para o Parlamento. O Jardim Botânico também fica localizado perto do rio, assim como o Zoológico Dählhölzli e o antigo distrito de Matte. Berna e o urso – o animal heráldico da cidade – são inseparáveis. Ao visitar a cidade, é paragem obrigatória a visita ao fosso, para ver os ursos e observá-los enquanto comem cenouras.

Bundeshaus

Eventos a não perder

Nas praças do centro da cidade, coloridas feiras semanais expõem os seus produtos. Vale a pena visitar a Feira da Cebola (Zibelemärit), que acontece na quarta segunda-feira de novembro: os visitantes, desejosos de comparecer à feira tradicional dedicada à cebola, chegam em massa ainda durante a madrugada.

O Festival Gurten realiza-se anualmente, em julho, e reúne dezenas de milhar de pessoas em concertos com os nomes musicais mais emblemáticos. O Festival de Jazz de Berna realiza-se entre março e maio e atrai espetadores de toda a Suíça e estrangeiro, tendo-se afirmado, ao longo dos tempos, como um dos mais importantes acontecimentos na panóplia do “jazz” europeu, tal como o Festival de Dança de Berna, em junho, com “performances”, “workshops”, fóruns de discussão e exibições de dança.

Grand Prix Berna Museu de História Suíça

A Noite dos Museus decorre todos os anos em março e é um chamariz para a riquíssima vida cultural da cidade. Nesta noite, milhares de apreciadores de arte usufruem do facto dos museus da cidade estarem abertos até de madrugada.

Disputado nas ruas de Berna, o Grand Prix é uma corrida de atletismo e um espetáculo de primeira qualidade. Em 2012, mais de 25 mil corredores participaram na prova das “dez milhas mais bonitas do Mundo”. A maior prova de atletismo da Suíça é uma competição para atletas de elite, mas também um evento para toda a família.

No cenário único deste Património Mundial da UNESCO, Berna surge particularmente encantadora; nas ruas e passeios reúnem-se fãs, amigos e familiares, assim como bandas musicais que criam um ambiente muito especial.
O próximo Grand Prix disputa-se a 10 de maio.

Centro Antigo

Centro Antigo

Graças ao seu centro medieval permanecer praticamente inalterado, Berna foi incluída na lista de Patrimónios da Humanidade da UNESCO, em 1983. Com seis quilómetros de arcadas, a cidade abriga uma das mais longas avenidas comerciais cobertas da Europa. Inúmeros edifícios históricos, como igrejas, torres, fontes e pontes, fazem da visita à parte antiga da cidade uma experiência inesquecível.

Em 1191, o duque Berchtold V de Zähringen fundou a cidade, numa península do rio naturalmente protegida, fortificando a cidade com um fosso, uma muralha circular e uma torre de defesa. No decorrer dos séculos, a cidade foi ampliada várias vezes para além dos limites das fortificações. A torre de defesa, que subitamente se achou no centro da cidade, foi reconstruída como uma torre do relógio, após o incêndio de 1405, sendo chamada, desde então, de Zytglogge (relógio de ponto).

Graças ao seu centro medieval permanecer praticamente inalterado, Berna foi incluída na lista de Patrimónios da Humanidade da UNESCO, em 1983

Durante mais de 600 anos, este relógio tem assinalado as horas com uma precisão enorme e assistido ao passar dos séculos, no entanto, no seu interior, o tempo parece ter parado. O tiquetaque é a companhia constante do visitante. Os cerca de 130 degraus em espiral (alguns dos quais bastante íngremes) transportam-nos a uma plataforma de observação que oferece a melhor vista sobre os telhados da velha cidade, a espreguiçar-se até aos Alpes.

Kornhauskeller exterior

Kornhauskeller,
restaurante único

O Kornhauskeller é um restaurante realmente único, destacando-se pelo seu tamanho e esplendor. Os frescos de Münger estão agora adaptados a uma atmosfera especial, refletindo temas gastronómicos contemporâneos.
Construído entre 1711 e 1718, o Kornhauskeller é feito de arenito de Ostermundigen e é considerado um exemplo notável do estilo alto-barroco de Berna. Histórico e de conceito singular, está aberto diariamente. O “menu” tem inspiração basicamente mediterrânica, enquanto a lista de vinhos inclui algo para todos os
gostos e ocasiões. A sua galeria, com “lounge” e bar, é o local perfeito para tomar um aperitivo.

Kornhauskeller interior

Parque dos Ursos de Berna

Parque dos Ursos de Berna

Inaugurado em 2009, o novo parque de ursos ostenta um ambiente em que os animais podem escalar, pescar e brincar – possui também uma área para onde podem retirar-se, a fim de obter privacidade. O terreno tem, aproximadamente, seis mil metros quadrados de área, estendendo-se desde o fosso de ursos até às margens do rio Aar. Um passeio panorâmico atravessa o meio do terreno até ao caminho ribeirinho das margens do Aar, proporcionando aos visitantes uma fascinante visão sobre a vida dos ursos.

Bucherer, relógios finos e joias

A empresa familiar Bucherer é, na Europa, uma das mais tradicionais firmas do ramo de relojoaria e joalharia. Quando, em 1888, o comerciante e empresário Carl-Friedrich Bucherer abriu a primeira loja especializada em relógios e joias em Lucerna, lançou os alicerces de um empreendimento coroado de êxito.

A empresa fornece à clientela internacional criações de joias, uma grande variedade de marcas de relógios de luxo e, provavelmente, a maior seleção de Rolex. As especialidades são as linhas de joias Bucherer e outras criações do “atelier” próprias da empresa, com diamantes de cor natural particularmente raros, extraordinárias pedras preciosas coloridas ou selecionadas pérolas de cultura do Taiti.

Bundesplatz, um ringue de gelo artifical

Um ringue de gelo artificial

Patinar no gelo em Bundesplatz. De dezembro a fevereiro é a atividade mais divertida que pode fazer em frente à Bundeshaus.

Fondükscha

Eis uma combinação de “fondue” com riquexó: esta é, provavelmente, a forma menos ortodoxa de conhecer as ruas da cidade de Berna, saboreando o bom queijo suíço.

Schwellenmattelli fondue

Schwellenmätteli, o “chalet”
do “fondue”

O terraço é o local mais agradável deste típico “chalet” suíço, onde pode saborear um excelente “fondue”.
Uma tenda no exterior, no “chalet” de madeira com alguma transparência no interior, pode ver, através do telhado e das janelas, as luzes típicas da Cidade Velha e o Aar completamente coberto de neve, enquanto se delicia com um excelente “fondue”.

Guia do Viajante

ver mapa maior

Berna

onde dormir

Hotel Schweizerhof,
Bahnhofplatz 11, Bern 3001

Bellevue Palace Bern,
Kochergasse 3 - 5, Bern 3001

Hotel Alpenblick,
Kasernenstrasse 29, Bern 3013

Hotel Allegro Bern,
Kornhausstrasse 3, Bern 3000

Novotel Bern Expo,
Am Guisanplatz 2, Bern 3014

Holiday Inn Bern-Westside,
Riedbachstrasse 96, Bern 3027

Hotel Innere Enge,
Engestrasse 54, Bern 3012

Hotel Landhaus,
Altenbergstr. 4-6, Bern CH-3013

Hotel Waldhorn,
Waldhoheweg 2, Bern 3013

Best Western Hotel Bristol,
Schauplatzgasse 10, Bern CH-3011

onde comer

Kornhauskeller
Kornhausplatz 18, Bern 3011

Restaurant Essort
Jubilaumsstrasse 97, Bern 3005

Restaurant Kirchenfeld
Thunstrasse 5, Bern 3005

Frohsinn
Munstergasse 54, Bern 3011

Tingel Kringel
Mittelstrasse 12, Bern 3012

Kabuki
Bubenbergplatz 9, Bern 3001

Loetschberg AOC
Zeughausgasse 16, Bern 3011

Harmonie
Hotelgasse 3, Bern CH-3011

Tibits
Gurtengasse 3, Bern 3011

Restaurant Muesmatt
Freiestrasse 65, Bern

dados curiosos

Berna é a capital federal da Suíça, com uma população de cerca de 138 mil habitantes, segundo os dados estatísticos oficiais de maio de 2013, sendo a quinta mais populosa cidade daquele país. A região de Berna inclui 43 municípios que, juntos, reúnem uma população de mais de 350 mil pessoas. Em 1983, quando a Cidade Velha de Berna foi eleita Património Mundial, a cidade foi considerada uma das dez melhores do Mundo para se viver.

A etimologia do nome Berna é incerta. De acordo com uma lenda local, Berchtold V, duque de Zähringen, o fundador da cidade, jurou nomeá-la a partir do primeiro animal que avistasse durante uma caçada; acabou por dar de caras com um urso. Este animal passou a ser mesmo símbolo da cidade, estando presente no seu escudo de armas pelo menos desde 1220.

Berna situa-se no planalto suíço, no cantão com o mesmo nome, ligeiramente a oeste do centro da Suíça e 20 quilómetros a norte dos Alpes. Os campos à volta da cidade foram formados a partir de glaciares da última Idade do Gelo. As duas montanhas junto a Berna são a Gurten, com uma altura de 864 metros, e a Bantinger, com 947 metros.

O Jardim das Rosas (Rosengarten), de onde pode ser apreciada uma excelente vista sobre a cidade, é uma bem preservada estufa de flores numa colina, convertida em parque a partir de um antigo cemitério, em 1913.

Existem 11 estátuas alegóricas renascentistas em fontes públicas na zona da Cidade Velha. Quase todas estas fontes (exceto a fonte de Zähringer, que foi desenhada por Hans Hiltbrand) são trabalho de um mestre de Friburgo, Hans Gieng. Uma das mais interessantes é a de Kindlifresserbrunnen (também conhecida como Fonte do Ogre), que possui uma figura a devorar crianças...

informações

Moeda
O franco suíço é a moeda utilizada na Suíça e no Liechtenstein. É subdividido em 100 cêntimos. Equivale a 0,82 euros.

Idioma
Alemão, francês, italiano e romanche (língua românica do ramo ocidental, que se acredita descender do latim vulgar falado pelos romanos que ocuparam a área na Antiguidade, usada por cerca de 35 mil pessoas como língua materna, sobretudo no cantão dos Grisões, e por outras 40 mil como segunda língua).

Documentos
Bilhete de identidade/Cartão do cidadão.

Fuso horário
UTC + 1 hora (no horário de verão + 2 horas).

clima

Temperado, apresentando uma grande amplitude entre verões amenos e invernos rigorosos. Abaixo da cordilheira dos Alpes, o tempo é mais quente do que no Norte. Em termos climáticos, pode-se dividir a Suíça em quatro regiões: Extremo Sul, os Alpes, o Maciço Central e o Jura. As temperaturas variam entre negativas nas zonas montanhosas no inverno e amenas durante o verão, pois, na época do estio, o país é assolado por um anticiclone, enquanto no inverno existe uma frente fria proveniente da Sibéria, causando abruptas quedas na temperatura, sobretudo, durante a noite.

segurança

Extremamente segura e tranquila, Berna é bastante convidativa ao turista. De qualquer forma, recomenda-se cautela com carteiras e objetos de valor em hotéis e restaurantes.

Texto: Luís Peniche | Fotos: Arquivo Impala e Wiki Commons
edição 13 a próxima viagem