página anterior
página seguinte
Madrid - ...me mata! Roma - Uma vida não chega para a conhecer! Roma - Uma vida não chega para a conhecer! Mónaco - No reino encantado de príncipes e princesas Munique - Requinte e lifetsyle Cracóvia - O tesouro da Polónia Cracóvia - O tesouro da Polónia Moscovo - Para os apaixonados pela História!




Fuga para a Europa

Às vezes, dá vontade de desanuviar e aproveitar um fim de semana prolongado ou uma “ponte” para descansar fora da nossa rotina normal e fazer um “city break” numa cidade europeia: andar pelas ruas, frequentar pontos turísticos, visitar museus, provar a gastronomia típica e “desenferrujar” o inglês ou o francês.

Uma viagem à Europa, por mais pequena que seja, pode ser bem rentável. Aproveite para conhecer as inúmeras construções milenares, caminhar pelas ruas, ver todas as estátuas históricas, obras de arte e monumentos espalhados pelas cidades, o que já lhe dá um grande panorama da beleza e riqueza cultural dos destinos. São dez as cidades que lhe sugerimos – Madrid, Roma, Atenas, Mónaco, Munique, Cracóvia, Moscovo, Berna, Bruxelas e Estocolmo –, todas elas com características próprias, onde pode passear e imaginar-se numa determinada época, entrando nas igrejas construídas há quase mil anos e visitando o centro histórico e as suas belíssimas praças, sempre cheias de vida.

Ir a Madrid é um destino acessível de carro em poucas horas ou, então, é possível aproveitar os pacotes turísticos por preços baixos e, deste modo, ficar a conhecer também a capital de Espanha, uma das mais agitadas cidades do Mundo, com atrativos para todos os gostos.

Munique, a terceira maior cidade alemã e capital do estado da Baviera, está situada nas margens do rio Isar, constituindo um grande centro comercial, financeiro, industrial e cultural.

Se optar pela capital sueca, em três dias pode visitar a ilha de Gamla Stan, com ruas e ruelas que escondem os segredos mais antigos de Estocolmo e os lugares mais especiais, como os cafés, os restaurantes, as igrejas a cada esquina, assim como Djurgärden, onde se situam os principais museus, entre eles, o Vasamuseet, que hospeda o navio real de guerra Vasa.

Por causa do seu clima temperado mediterrânico, Atenas pode ser um destino a considerar e uma das suas principais atrações é, sem dúvida, a Acrópole, cuja origem está relacionada com o estabelecimento de um templo e de um sistema defensivo.

Moscovo é outra cidade a considerar e há que mencionar o seu ponto nevrálgico, o Kremlin, como um dos lugares imperdíveis, assim como a Catedral de São Basílio, na Praça Vermelha, famosa pelo colorido das cúpulas, e o metropolitano, com 150 estações, com pavimento de mármore encarnado e 36 estátuas de bronze de revolucionários. Se puder, não deixe de assistir a um espetáculo no Bolshoi, um dos melhores teatros do Mundo.

Dizem que Roma seduz e vicia e que é uma paixão para a vida. Nesta cidade, com 2700 anos de História, tudo vale a pena: monumentos, restaurantes, cafés, lojas e hotéis, assim como pistas para passear enquanto descobre a Cidade Eterna.

Se procura “glamour”, luxo e beleza, o Mónaco é a escolha perfeita – um Principado de dois quilómetros quadrados, encravado na Côte D’Azur, famoso pelo seu casino e pela mediática família Grimaldi.

Cracóvia é considerada a cidade mais bonita da Polónia e os mais de mil anos não tiraram a beleza dos seus monumentos. Apesar da destruição causada pela II Guerra Mundial, é uma das poucas cidades que ainda têm edifícios, ruas estreitas e becos exatamente como eram antes da guerra, que mantêm com elegância o “charme” do Velho Mundo.

Berna, a capital da Suíça, é uma cidade muito atraente, charmosa e possui o centro histórico mais bem preservado do país, considerado Património Mundial da Humanidade pela UNESCO desde 1983, com uma arquitetura medieval, ruas cobertas de arcos e a mais extensa calçada comercial coberta da Europa.

Finalmente na capital da Europa, Bruxelas tem como cartão postal a sua praça (a Grand Place), com prédios fascinantes, cheios de ricos e pequenos detalhes, cervejas e chocolates.

Virgínia Esteves

 

edição 13 a próxima viagem