página anterior
página seguinte
La Romana
É a terceira maior cidade da República Dominicana e tornou-se, nos últimos anos, num dos destinos de férias mais populares por causa das suas belas praias, verdadeiros paraísos terrestres, e dos seus campos de golfe.

República Dominicana

Santo Domingo
ver destino »

Cruzeiro em La Romana

Se gosta de golfe, é obrigatório visitar os green de Casa de Campo e, quem sabe, dar umas tacadas

Cruzeiro em La Romana

Situada a 100 quilómetros de Santo Domingo, é um dos destinos turísticos mais importantes do país, devido aos famosos campos de golfe. La Romana deve a sua origem ao porto natural existente na sua costa. Aqui também se situa Los Altos de Chavón, uma das maiores atracções turísticas desta zona. Esta província, que foi um próspero porto de açúcar até aos anos 70, possui algumas das praias e baías mais fascinantes da costa oriental dominicana: é o caso de Casa de Campo e os resorts das praias de Bayahibe e Dominicus, assim como as ilhas Saona e Catalina.

Foi precisamente Casa de Campo que marcou uma reviravolta e impulsionou o turismo da República Dominicana, graças ao seu famoso campo de golfe Diente de Perro, tendo sido a carta de apresentação do país ao mundo do golfe. Além disso, este complexo turístico distingue-se pelas suas excelentes facilidades equestres para a competição de pólo, tiro e ténis. A cerca de cinco minutos da cidade e do aeroporto de La Romana, Casa de Campo convida também a visitar a sua gama de galerias de arte dos pintores da região e do país, assim como as suas magníficas esculturas em ferro artístico. Outro dos motivos para escolher La Romana como destino de férias é que os hotéis fazem excursões a locais que incluem a visita ao museu submarino Guadalupe, no qual também se pode praticar snorkel. Destaque ainda para o museu vivo do naufrágio de Cara Merchant, o lendário capitão Kidd, acusado de pirataria e condenado à morte.

Como não há viagem sem compras ou recuerdos, La Romana tem várias lojas pequenas e o Centro Comercial Jumbo, o maior de toda a zona Este. A oferta em artesanato e gastronomia é muito boa, destacando-se o El Artístico (Av.ª Libertad), Arte por Tamburini, Eduardo's Art Gallery (Calle Francisco del Castillo Márquez), Columbus Plaza e Bibi León Artesanía (Calle Restauración).

Chavón

a não perder

Vá até a Altos de Chavón, conhecida também pela vila dos artistas, contemple o rio Chavón e aproveite para visitar o Museu Arqueológico Regional e ter contacto com alguns achados antigos desta zona que merecem ser apreciados. Se gosta de pesca, também tem a possibilidade de pescar o robalo, o peixe mais famoso e capturado no rio Chavón.

Se, por outro lado, gosta de desportos náuticos, aproveite as praias calmas desta zona para praticar canoagem, fazer passeios de barco, mota de água e snorkeling

Altos de Chavón Altos de Chavón Altos de Chavón Altos de Chavón
xpto

Porto comercial turístico

La Romana é um porto, extremamente florescente e activo, mas também uma esplêndida cidade de actividade portuária. Juntamente com Punta Cana, representa o centro da vida turística e cultural de toda a costa. Um outro motivo pelo qual La Romana é conhecida é a sua proximidade com San Pedro de Macorís, uma vilazinha imersa entre plantações de cana de açúcar, e um reservatório natural de talentos para o campeonato profissional de basebol dos Estados Unidos. Pouco distante de La Romana encontram-se as praias mais bonitas de todo o continente americano, como Bayahibe e Dominicus. De La Romana e da sua costa pode-se facilmente chegar às ilhas Saona e Catalina, outras duas fronteiras turísticas de enorme sucesso nestes últimos anos.

As praias, aqui, são quilométricas. Grandes extensões de praia de areia branca diante de um mar azul-turquesa. O contexto ideal para abrigar esplêndidos parques naturais nacionais. Em particular, o Parque Nacional del Este – o parque nacional oriental que é considerado um autêntico património internacional –, que se estende por mais de 420 quilómetros quadrados. A ilha Saona também faz parte do parque, assim como a região de Bayahibe. Um contexto no qual La Romana, de porto comercial, torna-se sempre mais capital de um inesgotável fluxo turístico que traz, anualmente, para estas praias milhares de turistas em busca de um pedaço de paraíso, onde pode esquecer por alguns dias a rotina e o stress diários.

Desportos na água

Onde ir

Altos de Chavon: A vila dos artistas é a principal atracção cultural da região, assim como o seu anfiteatro, pelo qual passaram grandes figuras da música: Frank Sinatra, Santana, Sting, Plácido Domingo, Andrea Bocelli e muitos mais. Do ponto mais alto pode contemplar-se o rio Chavón. Poderá encontrar várias opções de restaurantes, bares, lojas e museus.

Casa de Campo: É o resort mais luxuoso das Caraíbas e o preferido de celebridades como George Hamilton, Bill Clinton, Alex Rodríguez, Shakira, Elizabeth Taylor, entre outros. Possui os três melhores campos de golfe, segundo a revista Golf Magazine, uma marina com loja de renome internacional e restaurantes de alta cozinha.

Cueva de las Maravillas: Museu natural de arte rupestre.

Cuevas Fun Fun: Grutas ideais para quem gosta de aventura e as maiores das Caraíbas.

Isla Catalina: Uma pequena ilha, com uma reserva natural de corais marinhos, óptimas para os amantes de mergulho e snorkel.

Isla Saona e Parque Nacional do Este: Muito popular entre os visitantes estrangeiros por causa das suas praias e pelo espectacular passeio, que se pode realizar em catamarã ou lanchas rápidas, com um pouco de sorte, acompanhado por golfinhos.

Playa Bayahibe: Aquilo que no início foi um pequeno povoado de pescadores hoje está convertido num destino turístico, com os seus pequenos hotéis e escolas de mergulho, além de ser o ponto de partida das embarcações para a ilha Saona. Aqui, poderá encontrar bons restaurantes, como a Cocina de la Cubana, e pequenas praças comerciais, que têm à venda artesanato típico.

Ruta Ecológica e Arqueológica Padre Nuestro: Tem uma extensão de oito quilómetros e conta com mais de 450 tipos de plantas, um local com uma beleza natural com paisagens pitorescas e vistas encantadoras para o Parque Nacional do Este.

 

Guia do Viajante

ver mapa maior

Rep. Dominicana

onde ficar

Grand Bahia Príncipe La Romana

Hotel Dreams La Romana

onde comer

Além dos excelentes restaurantes instalados nos hotéis, aproveite para conhecer a gastronomia local. Para isso, deverá almoçar ou jantar nos restaurantes da zona que merecem uma visita. Aqui ficam algumas sugestões.

Le Vivier
Aqui podem degustar-se deliciosas lagostas.

La Casita Restaurant
Bem localizado, serve peixe, marisco e massas que são a sua especialidade.

Optimus Est
Servem churrascos, comida caribenha, italiana e mediterrânea.

mergulho

Se é fã de mergulho, consulte alguns sites da zona de La Romana e da Isla Saona, onde pode praticar o seu desporto favorito em tempo de férias com todas as informações de acesso e características do local.

Atlantic Princess Wreck

Catalinita Island

Domenicus Reef

La Parguera

Parque Nacional 1

Penor

Santa Catalina Wall

St. George

Tortuga

Viva Shallow

informação

Documentos: Passaporte (validade mínima de seis meses).

Moeda: Peso dominicano.

Idioma: Espanhol

Taxas de aeroporto: Ao efectuar a reserva, deverá pagar as taxas de aeroporto.

Taxas locais: À entrada deverá pagar uma taxa de dez dólares e à saída do país, 20 dólares (sujeito a possíveis alterações).

Voltagem eléctrica: A corrente é de 110-115 volts, sendo por isso necessário um transformador.

Diferença horária: - 5 horas.

Gorjetas: Não estão incluídas nas contas dos bares e restaurantes. Calcule entre dez e 15 por cento do valor total da compra.

Segurança: Apesar da República Dominicana ser um dos países mais seguros do continente, não é demais tomar algumas medidas de precaução, que decerto tomaria para ir a qualquer das grandes cidades do Mundo.

  • Utilize sempre o cofre de segurança do hotel para guardar o seu passaporte, dinheiro e outros artigos de valor.
  • Para andar pelas cidades, é recomendável levar uma fotocópia do passaporte.
  • Ande sempre só com o estritamente necessário e, em relação ao dinheiro, utilize o cartão

 

Texto: Virgínia Esteves (virginia.esteves@impala.pt) | Fotos: Arquivo Impala, Flickr e Sol Meliá
edição 1 a próxima viagem