Exposição Santo António – Múltiplas Visões Artísticas de um Culto Único

Exposição Santo António – Múltiplas Visões Artísticas de um Culto Único

Exposição Santo António – Múltiplas Visões Artísticas de um Culto Único

Artigo de Redação

É seguramente a maior fonte de inspiração artística, oriunda da Igreja, e um nome incontornável no universo cultural. Santo António, nascido Fernando de Bulhões, na cidade de Lisboa, Doutor da Igreja, que viria a morrer em Pádua.

Pela «A Arte da Terra», em exposições ao longo de quase duas décadas, passaram cerca de sete mil peças, resultado da inspiração de mais de um milhar de artesãos, escultores, pintores, joalheiros, designers, juntamente com parte do espólio de vários Museus Nacionais, sobre o tema.

Em 2018, Santo António volta a estar em destaque em «A Arte da Terra», com «Múltiplas Visões Artísticas de um Culto Único» a 17ª Exposição que junta várias dezenas de artistas convidados, a novos autores que apresentam as obras resultantes do Desafio lançado a nível nacional, pela «A Arte da Terra», para a descoberta de novas inspirações artísticas sobre este culto.

Um evento cultural, há muito de dimensão nacional, que há mais de uma década integra o Programa das Festas de Lisboa, para ver em a «A Arte da Terra», um espaço dedicado à cultura portuguesa, sediado em Alfama, na Rua Augusto Rosa, nº 40, junto à Catedral Lisboeta.

Compartilhe o artigo

Top